Poemas- Reflexões- Poesias- Auto-ajuda


22/11/2014


Paulo Zamora 2015 (Ano 21 de Cultura)

Poeta, escritor, declamador, técnico em áudio, escritor de cerimoniais e Roteirista.

Poemas de Paulo Zamora -2015

Ano 21 (Desde 1994)

O Poeta Dos Radialistas

Até 2014 já escreveu 4.690 textos (Poemas, poesias, reflexões, auto-ajuda e outros)

Até 2014 já gravou 4.468 poemas (Com participações de amigos poetas e locutores)

O POETA QUE MAIS GRAVOU POEMAS

 

Resumo por Helen Cunha

Para mim escrever pelo quarto ano sobre Paulo Zamora é um orgulho, o divulgo desde 2001; apesar de amigos já trabalhamos cultura juntos durante muitos anos, tenho o maior prazer em fazer parte desta história. “O poeta dos RADIALISTAS”, titulo o qual é conhecido atualmente, ele já nasceu poeta, desde sua infância cultiva uma grande paixão pelos livros e a leitura, e suas composições poéticas são fruto de uma vida inteira de dedicação, nos anos 90 os murais de algumas escolas sempre tinham algum texto desse autor incansável, foram inúmeras apresentações em escolas durante esses anos, afinal, muita história pra contar, conheceu muitos poetas, escritores, locutores, e simpatizantes da arte. Também já foi conhecido como “O gênio dos pensamentos de amor’, “Um poeta de Três Lagoas”, escreve poemas, poesias, auto-ajuda, textos em geral, sem nenhum exagero ao falar dedicação, se a nossa cultura fosse mais valorizada poderíamos com certeza afirmar que Paulo Zamora é um fenômeno dos poemas, os números falam por ele, revelam seu amor pela arte.

São 4.690 textos escritos (Até 2014)

São 4.468 gravados (191 Volumes) – Solo e com milhares de participações (Até 2014)

Edições em jornais, Cópias de seus Cds de poemas, divulgação ampla pela internet através de blogs, sites, e-mails e outros meios (Vídeos no Youtube).

Participação em eventos culturais.

Abertura ou encerramento de programas de Rádio com suas reflexões.

Responsável pelos documentários exibidos na Radio Difusora AM de Três Lagoas sobre a vida do maior declamador que a nossa cidade já conheceu, Célio de Barros; que partiu em 2010 (Grandes parceiros culturais).

Procura manter um estilo próprio em seu trabalho, principalmente nas gravações de poemas com fundos musicais; seus talentos que considero importantes são: Escritor, poeta, declamador, escritor de cerimoniais, Técnico em áudio, dono de uma voz romântica. Resistir ao tempo em que sabemos que os valores culturais são mínimos é ser herói, durante minha caminhada pelo mundo radio e jornais, presenciei muitos talentos que desistiram por falta de algum apoio.

Paulo Zamora e Sueli Batista Damasceno são os poetas que incentivaram e incentivam novos escritores, na realidade a nossa cidade é rica em escritores; e muitos nomes estão se destacando.

O poeta que mais gravou poemas.

Para quem saber reconhecer verá que Zamora já fez muito para a nossa cultura local e estadual, o próximo projeto é lançar um dos seus livros (São 18 livros contendo seleções de seus textos) , sua preferência sempre foi pelos áudios, nunca ganhou dinheiro com seu trabalho, esse Três-lagoense conseguiu entrar para a nossa história provando que é possível fazer a diferença quando o assunto é amar o que se faz.

Não posso esquecer de uma grande incentivadora da cultura chamada Cidolina Silva, ela é componente do Sinted (Sindicato dos Trabalhadores em Educação); desenvolve projetos culturais nos quais tem como ponto alto mostrar o trabalho dos escritores, realiza anualmente o projeto SEMANA CULTURAL PROFESSOR PEPE, onde poetas declamam, há apresentações de danças, enfim, ela sabe fazer cultura (Foi Nomeada por Paulo Zamora como “RAINHA DA CULTURA”).

Quero agradecer a todos aqueles que ajudam a divulgar o nosso poeta Paulo; e desejamos que seu trabalho se estenda por muitos anos ainda. Ao Poeta Dos Radialistas deixo aqui minha gratidão e felicidade em ser sua amiga. Muitos anos de sucesso!

Helen Cunha

Colunista Social e Radialista

01 de Janeiro de 2015

Três Lagoas MS

 

 

 

Agradecimentos aos Apoiadores:

Maria Irene (Mãe)- João Carlos de Souza (Rádio Band FM- TV Concórdia )- Helen Cunha (Rádio Difusora AM- Colunista Social)- André Mitterer (Declamador)- Célio de Barros (Rádio Difusora AM- Poeta, radialista e ator)- Leif Eric (Professor de Língua de Sinais)- Alex Fernando Soares (Declamador)- Larissa Dandara (Radialista)- Jean Carlos (Rádio Três Lagoas FM)- Bruno Henrique Ramos  (Poeta)- Carlinhos Albert (Rádio Três Lagoas FM)- Verena Venâncio (Poetisa e Professora)- Sueli Batista Damasceno (Poetisa e Professora)- Luiz Octávio (Professor de Música)- Anne Francielle Bertholdo (Poetisa)- Altair Ferreira e Gleyci Nonato (Poetas do Projeto Poesia Na escola)- Elaine C. D. Zamora (Poetisa)- Fran Soares (Cantora)- Nyck Poesya (Poeta e compositor)- Fabiano Xavier (Rádio Cidade FM- Andradina SP)- Alex Fabres (Rádio Três Lagoas FM)- Adilson Silva (Rádio Três Lagoas FM e TV Record)- Ademar Cardoso (Rádio Difusora AM)- Toninha Campos (Rádio Caçula AM) Romário Gutemberg (Rádio Três Lagoas FM), Rock Santos (Rádio Pantanal FM), Ronan Tafarel (Rádio Difusora AM), Alfredo Netto (Rádio Três Lagoas FM), Cidolina (Sinted- Três Lagoas MS), Leonardo Mundim Souza (Declamador), Tom e Bruno (Cantores), Oséias Barros (Radialista e poeta- Rádio Difusora AM), Philipe Prestes (Cantor), Débora Neves (Cantora), Fabio Jorge (Rádio FM Arapuá MS), Aurora Vilalba (Radialista- Difusora AM), Vera Medeiros (Poetisa- Professora), Suely Boaventura (Divulgadora), Antonieta Araújo (Poetisa)

Escrito por Paulo Zamora às 12h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Contatos:

E-mail: ointernautams@hotmail.com

Facebook: Paulo Zamora Zamora

Blog: www.pensamentoedamor.zip.net

 

 

 

Escute Amostras de áudios através do site PalcoMP3. www.paulozamorapoeta.palcomp3.com

 

 

Emissoras de Rádio Que Apóiam a cultura

www.radiodifusora1250.com.br

www.treslagoasfm.com.br

www.jptl.com.br

www.pantanalfm.com.br

www.radiocacula.com.br

Escrito por Paulo Zamora às 12h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

BLOG’S DE AMIGOS

Poeta Bruno Henrique Ramos (O Jovem poeta)

www.bh-ramos.zip.net

 

Saudoso Célio de Barros (O Maior declamador da história de Três Lagoas MS)

www.poetaceliodebarros.zip.net

 

Nyck Poesia (Poeta, cantor e Compositor)

 

http://oanjoguardiao.blogspot.com.br/

 

Site da Amiga Saryd - Cobrindo todas as baladas de Três Lagoas MS

http://www.tribaladas.com.br/

 

Apoiador de cultura Abner Olmos Petrick

http://poesiaseversos3lagoas.blogspot.com.br

Escritora Vera Medeiros (Facebook)

 

https://www.facebook.com/veralucia.nogueirademedeiros/about

 

 

Vídeos no Youtube

http://www.youtube.com/results?search_query=Paulo+Zamora&page=&utm_source=opensearch

Escrito por Paulo Zamora às 12h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

 

https://www.youtube.com/watch?v=0WmLDHOalIE&feature=youtu.be

RIQUEZA- Interpretado por seu autor Paulo Zamora (Poema)

 

 

https://www.youtube.com/watch?v=-4va7_8g5N8&feature=youtu.be

Regravações de Poemas com o seu autor Paulo Zamora 2015 - Ano 21

 

 

Poemas Clássicos de Paulo Zamora  Interpretados por amigos (2014)

 

https://www.youtube.com/watch?v=94TFBkTn4M4

 

 

110 Faixas – Mp3 (Seleção de 1994 a 2013)

Participação: André Mitterer- Alex Fabres- Fabiano Xavier- João Carlos de Souza- Alex Fernando Soares- Célio de Barros- Helen Cunha- Verena Venâncio- Jean Carlos- Leonardo Mundim Souza- Carlinhos Albert- Leif Eric- Sueli Batista Damasceno- Bruno Henrique Ramos- Helen Cunha- Nyck Poesya- Larissa Dandara- Conceição Quinteiro- Ronan Tafarel- Romário Gutemberg- Gleyci Nonato-

 

 

Depoimento sobre os 20 Anos de Cultura (2014)

 

http://www.youtube.com/watch?v=e75nsNkHsS0&feature=youtu.be

Escrito por Paulo Zamora às 12h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

DOCUMENTÁRIO:

HISTÓRIA-  Célio de Barros (Paulo Zamora 2013-2014)

 

http://www.youtube.com/watch?v=xq4HjMCQ5io&feature=youtu.be

 

 

Um programa lindo, boas lembranças!!!

Participantes: Anne Franciele Bertholdo- André Miterrer- Bruno Henrique Ramos- Paulo Zamora

Domingo Especial com Helen Cunha -Poetas e Declamadores 2011

Este é um dos programas Especiais realizado pela Rádio Difusora AM de Três Lagoas, foram vários anos em que Helen Cunha trabalhou e trabalha como motivadora de cultura, são muitos os momentos inesquecíveis.

 

https://www.youtube.com/watch?v=a_7aM24SgCc&feature=youtu.be

 

 

 

João Carlos de Souza DECLAMA Paulo Zamora (2013)

Recitação de Poemas

 

https://www.youtube.com/watch?v=HJ91pnLQi6s&feature=youtu.be

 

João Carlos de Souza DECLAMA Paulo Zamora (2013)

 

01-Apaixonado- 02- Não é apenas saudades- 03- REGRAVAÇÃO- Se não fosse por amor- 04- O Tempo- 05- Nosso destino- 06- Calma- 07- Conseqüência- 08- Bônus- A nossa eterna verdade- 09- A Esperança do nosso amor- 10- Quem Inventou a Paixão- 10- Quem Inventou a Paixão- 12- O sentido dessa noite- 13- Se eu pudesse- 14- Quando te vi- 15- Sonhos dos Retornos- 16- Vida- 17- Uma loucura JUVENIL- 18- Seu silêncio- 19- Labirinto- 20- Entre o coração e a saudade- 21- A verdade dos meus sentimentos- 22- Ápice- 23- Amores- 24- Quando você voltou a fazer parte da minha vida- 25- Bônus- O primeiro Momento Do Coração- 26- Em busca da RECONCILIAÇÃO (Com Jean Carlos e João Carlos de Souza)- 27- Ainda é amor- 28- Reação- 29- O amor acabou- 30- A nossa eterna verdade- 31- Outono- 32- Em busca da Reconciliação- 33- Se não fosse por amor- 34- Meus carinhos- 35- O primeiro momento do coração- 36- Uma Diferença- 37- Sem OBJEÇÕES- 38- Palavras ferem-39- Sonhos para Alcançar-  40- Amor por você 

Paulo Zamora- 29 de agosto de 2013

 

Quero agradecer ao amigo João Carlos pela colaboração cultural que tem prestado, ele é o radialista que como muitos outros,fez história e deixou sua marcas em Três Lagoas MS. Este Cd é uma homenagem merecida para alguém que possui profundo amor pelo que faz, assim é a sua história ligada ao rádio brasileiro.

Paulo Zamora

Escrito por Paulo Zamora às 12h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

 

 

Célio de Barros DECLAMA POEMAS DE Paulo Zamora (2005- 2009)

https://www.youtube.com/watch?v=fEJLjxE3pHg&feature=youtu.be

 

Célio de Barros DECLAMA Paulo Zamora (2005-2009)

01-Abstrato

02-Segredos do meu coração

03-Enfermo amor

04-Peles

05-O poeta só

06-Lágrimas não voltam

07-Não é apenas saudades

08-A minha sensibilidade provocada

09-Pelo menos isso

10-Oculto sentimento

11-Louco de tanto amor

12-Na minha madrugada

13-Meu quarto e eu

14-Final

15-Carente

16-Insônia

17-Sem culpados

18-Suas pegadas

19-De dentro de mim (Part. Paulo Zamora)

20-Nas Alamedas

21-O estado em que estou

22-Últimos segundos

23-Ultimo encontro

24-Desejos versus castidade

25-Inverno

26-Compreendo

27-A minha sensibilidade provocada (Part.Paulo Zamora)

28-A Saudade que você deixou em mim

29-Teu mundo de anjo

30-Depoimento de Célio de Barros

Dedico este Cd ao meu grande amigo, o poeta Célio de Barros, com certeza o maior poeta e declamador da história da cidade de Três Lagoas MS.

Paulo Zamora

30 de Outubro de 2009

Escrito por Paulo Zamora às 12h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Poemas com Célio de Barros- Paulo Zamora (2014 - Ano 20)

https://www.youtube.com/watch?v=ygOCwljDsDA

 

 

 

 

http://www.youtube.com/watch?v=pNGOqgxnffs&feature=youtu.be

 

 

Paulo Zamora Regrava alguns de seus poemas Clássicos (20 Anos- Desde 1994)

 

Paulo Zamora APRESENTA

Regravações- 20 ANOS DE CULTURA COLETÂNEA 2014 (Ano 20)

 

01- Depoimento de Paulo Zamora sobre os 20 anos de Poemas

Não é apenas saudades

APAIXONADO

PENSAMENTO

Espelho da minha vida

Escondido

Conseqüência

SOBRIEDADE

Calma

Enfermo amor

INVERNO

Namoro Perfeito

Por esse coração apaixonado

Transformado

Sonhos dos retornos

O tempo

Moça

Final

Enfermo amor

ABSTRATO

Se não fosse por amor

Quando você voltou a fazer parte da minha vida

A minha sensibilidade provocada

Em busca da reconciliação

Faz Parte da Minha Vida

Menino apaixonado

O primeiro momento do coração

SOBRIEDADE (Part. Célio de Barros- Homenagem 2014)

Uma Pluma

Rio de Lágrimas

O Mistério da Emoção

ISOLAMENTO

Estradas sem rumos

Consequência (Faixa Especial)

Últimos Segundos

Imaginações

Faixa Extra- Eu Não Posso Fugir de Você

 

Paulo Zamora- Janeiro de 2014

Escrito por Paulo Zamora às 12h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

https://www.youtube.com/watch?v=lwufRSnie_4&feature=youtu.be

 

João Carlos de Souza

DECLAMA

Paulo Zamora 2014

(Ano 20)

01-                Quando você apareceu

02-                Sombra

03-                Os defeitos

04-                Apaixonado (Part. Paulo Zamora)

05-                Eu tenho sentimentos

06-                No silêncio

07-                Dos Olhos para Dentro

08-                Lembro

09-                Falta Alguém

10-                Da janela

11-                Fidedigno

12-                Não dá pra esperar

13-                No Silêncio

14-                Pensamentos

15-                Quando você apareceu (Part. Jean Carlos)

16-                Terminou

17-                Os defeitos

18-                Um Silêncio

19-                Romance

20-                Apaixonado (Part. Jean Carlos)

 

 

https://www.youtube.com/watch?v=7wRzI7cpCXo&feature=youtu.be

 

48 Poemas INTERPRETADOS por seu autor Paulo Zamora 2014 (Ano 20)

 

Escrito por Paulo Zamora às 12h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Sagrado corpo

Sua imagem de pessoa sorrindo gravou-se dentro do meu íntimo, e passei muitas noites sonhando contigo; como se chegasse e abrisse a porta do meu quarto e me desse a oportunidade de tocar em seu sagrado corpo; naquele instante voltava a ser adolescente, sentindo sensações inexplicáveis.

Quando desperta em mim a saudade de outros dias da vida, sinto que existe sim um ponto de partida e outro o ponto de chegada; e nesse caminho podemos nos apaixonar muitas vezes; ninguém pode viver de fantasias, até mesmo sua voz toca-me profundamente, nada é por acaso, nem ter conhecido você, noto que ambos temos muitos segredos; enquanto quero dividir sua alma com a minha; consegue entender? Talvez não...

Quando vi você sentindo carência partiu meu coração.

Quando vi você procurando alguém para se entregar chorei, porque desejo você, são sonhos de uma noite, um íntimo sentimento com medo; enquanto tudo o que esperava e ainda espero, é ter a oportunidade de tocar em seu sagrado corpo, matando as vontades, fazendo amor...

(Escrito por Paulo Zamora em 04 de janeiro de 2015)

 

Escrito por Paulo Zamora às 12h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

As nossas mudanças

Quem não acredita na mudança do ser humano jamais pode acreditar na vida; jamais pode acreditar em Deus e em seu imenso poder de ajudar a quem necessita e deseja.

Durante os anos pude perceber a ignorância de algumas pessoas que já estiveram ao redor, algumas ainda estão, mas como não estou aqui julgar ninguém e nem posso, porque esse não é o meu dever de homem; mas posso usar a minha liberdade de expressão para tentar de alguma maneira ajudar. O que nos leva à loucura é ficar listando nossos erros passados, mas o que nos aperfeiçoa e nos amadurece é saber que no hoje tudo já é diferente, aos poucos, com pequenos passos mudamos para melhor, tudo exige decisão, compreensão; infelizmente muitas pessoas passam a vida inteira sem saber o que é maturidade, porque não se deram a oportunidade de aprender e saber com sensatez os grandes significados.

Ser uma pessoa séria é respeitar, a seriedade não corresponde a pessoas fechadas, que querem resolver tudo à sua própria maneira; não, não isso; ser uma pessoa séria corresponde a pessoas responsáveis, cumpridoras de suas promessas, humildes, não é aquele ser humano que precisa ter todas as qualidades do mundo, mas que suas qualidades chamam a atenção e se fazem construtivas, modelos mesmo sem saber que são assim.

Ontem fiquei meditando sobre muitos assuntos referente ao comportamento humano, em nosso século os bons costumes foram tachados de muitos adjetivos ruins, as pessoas se confundem; querem ser atualizadas através de costumes que o mundo globalizado atribui; mas o que é bom sempre ficar melhor; principalmente formas respeitosas. Há muito o que aprender durante a vida; até porque nossas escolhas escrevem nosso destino...

Já me disseram que o segredo da felicidade está em conseguir um pacote de conquistas durante a vida; concordo em partes; uma pessoa me disse que ter um casamento, um bom emprego, passeios, um veículo, ter uma religião, fazer bons amigos e uma lista enorme...

Por tudo que aprendi até hoje, confesso que tudo isso citado pode sim trazer alegrias passageiras; uns tem algumas coisas desta lista, outros não, mas a felicidade pode estar em um sorriso sem estar dentro de um carro, e ter amigos para mim é obrigação de todo homem bom; o emprego muitas vezes é visto como obrigação para nossa sobrevivência, até porque se não precisássemos trabalhar não trabalharíamos; já a religião é primordial quando se aplica as orientações de Deus, pessoas casadas podem ser felizes com seus respectivos cônjuges, ou não; conheço pessoas que são solteiras a vida inteira e se dizem completas e outros que conquistaram uma família linda aos olhos dos outros e vivem grandes infelicidades; não quero aqui justificar nada, mas compreender que nossa emoção é valiosa e nesta vida não teremos tempo para conquistar tantas coisas, mas podemos aprender a ser felizes com que temos e somos, desde que respeitemos o espaço de cada um; será que é difícil de entender? Cuidado quem julga os outros, os imprevistos dessa vida é para todos, somos seres flutuantes aqui, e podemos usar a nossa liberdade para fazermos escolhas, viver à maneira que nos cabe; faça sua parte quando devida, quando solicitada e entenderá como funciona a reciprocidade...

A maior riqueza de uma pessoa está em seus modos de aplicar o amor.

(Escrito por Paulo Zamora em 04 de Janeiro de 2015)

 

Escrito por Paulo Zamora às 12h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

A sensação diária

A sensação diária é que os dias passam rapidamente, muito mais que antes, será que estou correto em meu conceito ou somos nós quem vivemos acelerados?

De repente estamos à espera de um acontecimento brilhante em nossas vidas, talvez uma surpresa, porque sonhar é continuar a viver...

Haverá dias em que notamos que não somos nada e o mundo não tem também nada a nos oferecer; em outros dias estamos muito felizes até sem saber porque; a vida é assim amigos, contendo altos e baixos; quem desiste não sabe ao certo o que faz, a vida é muito mais, muito mais que os cristais que já quebramos nesta vida...

Com uma velocidade desconhecida os bons momentos passam; e deixam saudades, e quantas vezes tentamos construir bons momentos usando as pessoas erradas? Infelizmente. Tudo porque em nós existe um entusiasmo gerado pela força de um vento, passageiro, mas existe e nos confronta, nos desperta sorrisos, motivações, alegrias enfim.

Se o Homem destrói a natureza, polui o ar, conspira contra si mesmo...

Se o Homem não sabe amar, nem quer aprender, conspira contra si mesmo...

Se negamos o amor, se contribuímos para o fim da bondade, se agimos achando que estamos sempre certos ou que somos os únicos certos, estamos criando em volta de nós uma redoma de solidão; então porque agir assim? Quem inveja ou age como os egocêntricos nada tem a ganhar, deixam de conquistar, deixam de viver em sociedade por completo; acabam mais infelizes, é assim...

Nos últimos dias estou muito pensativo em tudo, em troca do pensamento elaboro textos; e com isso dividir idéias; aceitando sugestões e ouvindo opiniões; avaliando tudo e chegando a conclusões, o tempo passa rápido? A vida passa rápido? Depende da sensação de cada pessoa, porque todo ser leva uma vida diferente em suas rotinas, não sei se devo culpar exatamente o tempo; talvez o fator mais importante seja como usamos o nosso tempo; não gosto de ter como reflexão algumas incertezas, mas o uso do tempo depende mesmo de cada um de nós, é possível amar a todo tempo, é possível respeitar a todo tempo, é possível...

(Escrito por Paulo Zamora em 04 de Janeiro de 2015)

Escrito por Paulo Zamora às 12h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Hoje

Hoje gosto muito mais do meu lar, de estar ao lado da minha família, e saber que já superamos crises juntos e também vivemos momentos memoráveis; talvez não tenhamos tempo de fazermos muitas coisas juntas, porque a vida é uma sucessão de responsabilidades e vez ou outra nos encontramos exaustos; mesmo assim procuro manter minhas integridades; quem sabe se um dia eu seja perfeito ao ponto de agradar a todos e nunca cometer nenhuma falha.

Por enquanto sinto que muitos ajustes ainda precisam acontecer; mas pouco a pouco amadureço, já que a vida é aprendizado eterno, nunca sabemos tudo, e talvez nunca saibamos; mas no mundo das letras conduzo em frases meus profundos e sinceros pensamentos, porque hoje gosto, alias; amo muito mais a minha pessoa, retrato sempre a paz, e quisera que muitos pudessem entender o que é amizade verdadeira, poucos sabem, e por isso o amor da maioria se esfria deslimitamente.Quero viver grandes momentos, mesmo em instantes em que estou sozinho, na frente do meu computador ou monólogos que faço sempre; mas quero manter aceso sendo uma luz para minha própria vida.

Por mais que eu negue, insista em negar; meu maior sonho é viver além do que sou, vou explicar; acontece que eu acredito na libertação desse mundo através de Cristo e acredito ainda estar caminhando para o novo mundo onde todo sentimento mostrar-se-á o que é, perfeito. O amor será unânime, poderemos confiar nas pessoas, poderemos nos desiludir das fantasias e vivermos a realidade da vida, e a felicidade não ser explicada, porque será constante, não vez em quando.

Depois de muitos acontecimentos desfavoráveis na vida sinto que a melhor fase é aquela em que nos damos a oportunidade de ocuparmos nosso espaço neste vasto planeta; porque temos direitos, deveres e sensibilidades, quando negamos ser alguém jamais seremos pessoas...

Hoje gosto muito mais de prestar atenção às letras de musicas; viajo por um mundo lindo onde o amor canta para meus ouvidos; prezo meus valores, e permaneço em minhas lutas, por enquanto precisa ser assim; mas nada me impede de apreciar a noite, a chuva no telhado, o verde das matas, o canto dos pássaros, de admirar pessoas que se fazem maravilhosas em seu jeito de ser.

Das paixões e dos amores a juventude se encarrega de aprender, e depois na mente mais adulta passamos a ser donos de nós mesmos.

Aprendi que bons momentos nem sempre precisam ser pagos, porque conversas e risos depende muito das nossas intenções verdadeiras, amar alguém, ter apego e valorizar não se pode ser confundido, será que amigos verdadeiros existiram apenas no passado? Não ame esse mundo preconceituoso, mundo que desnudou a mente das pessoas; sua felicidade depende muito da pessoa especial que você determina ser, e age conforme. Hoje gosto muito do meu quarto, aqui leio meus livros, escrevo meus poemas e poesias, escuto melodias; Vejo filmes, vejo o quintal pela janela; na varanda uma rede onde medito nos amanhãs...

A vida me promove muitos encontros, e um dia saberia que eu mesmo iria me encontrar, mesmo depois dos sofrimentos, dos prantos, dos defeitos já corrigidos, dos erros cometidos; me encontrei e esse meu amor pela vida não me faz amar de maneira egoísta, porque amo mim, e muito as pessoas ao meu redor, começando pela minha família, depois meus grandes e eternos amigos...

(Escrito por Paulo Zamora em 03 de Janeiro de 2015)

 

 

 

 

 

 

Escrito por Paulo Zamora às 12h25
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Olhar fotografias

Entre as coisas que gosto de fazer é olhar fotografias, porque o tempo me trás uma reflexão importante sobre quem somos nesta vida; e as vezes nessas viagens feitas pela mente encontro pessoas que muito emocionaram, e quando olho ao lado sinto que o processo da continuidade também se desenvolve em mim, terei que passar a vida conquistando pessoas, e por sinal é o que mais amo fazer; embora manter relacionamentos não seja simples como o dizer, mas algumas pessoas seguem nos acompanhando, outras nós acompanhamos...

Fiquei olhando para o céu e refletindo, para tudo existe um momento, o proceder mais sensato para mim é o uso da voz para dizer o quanto se gosta ou ama alguém, podendo ser amigo, ou até mesmo paixão e amor. Entendi que muitas coisas não mudam de lugar, mas mudam de aparência.

O jeito feliz de viver é viver perdoando, recomeçando com forças além do amanhecer; pequenas viagens também me fazem pensar, vou vendo a cor das matas, sentindo que não preciso ser um menino para saborear algumas sensações, eu posso me sentir o garoto suave meditando nas transformações da vida. A maioria das pessoas se envolvem em lembranças de perdas, já eu faço parte de uma minoria que recorda de tudo, que se envolve nas fotografias e sem qualquer medo de chorar por uma saudade; viver é saudade; porque aqueles que tentaram me convencer do contrário acabaram me comprovando que a saudade é um pulsar constante em suas vidas.

O amor é maior que a solidão. Não existe dor que supere o amor. Daquelas entregas da adolescência sinto que foram dias memoráveis, jamais pensei que passaria tão rápido, e nos impusemos em responsabilidades, aprendemos com que soube ensinar o que é amar, o que é amizade verdadeira. Manter no ritmo da vida o equilíbrio e o limite não é tarefa fácil, mas quando conseguidos nos deixa livres.

Envolto nestas fotos meu coração suspira, como eu disse; o tempo me trás uma reflexão importante, assim como os livros que diariamente leio; por outro lado observo tudo, o ar, as estrelas, as pessoas que amo e até as que não amo; a duração de tudo é apenas um tempo; sem revelar a contagem regressiva; e não compreendo o egoísmo de tantos, os esnobáveis, os que geram diferenças cruciais entre as pessoas, eu sou tão diferente, e ser assim neste mundo é sofrer inúmeras incompreensões; é dar-se conta tarde que ninguém é igual, que somos semelhantes, mas não iguais; vejo as pessoas com amor; e não entendo como pode ser um erro ser assim...

Valorizo o suficiente quando identificado; não me acho materialista, nem tenho sonhos impossíveis; e quando o assunto é emoção torno-me consciente das coisas mais importantes, e me muitos me classificam como aquele que não sabe viver nem sonhar, é quando vejo que menos espaço possui o amor neste mundo. Fazer o que? Até mesmo eu serei um dia uma pequena marca no tempo e saudades para poucas gerações; mas o que existe dentro de mim é maior, é amor, é esperança, é certeza de reencontros, e refazer a vida a cada instante consiste na quantidade de amor que você está disposto a dedicar, pense nisso...

(Escrito por Paulo Zamora em 03 de Janeiro de 2015)

Escrito por Paulo Zamora às 12h25
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Fui eu

Há muito o que pensar quando o assunto é amadurecer; rever conceitos, superar decepções e acordar para o meu grande amor. Dos obstáculos sofrido aprender que agora é a hora de refazer a minha vida; provar a mim mesmo o quanto sou capaz de recomeçar e de te amar. Do passado restaram traumas, desilusões, arrependimentos, não sumirão imediatamente; mas o tempo os deixará pouco a pouco para trás, onde ninguém pode ver e nem ouvir; porque no poder do meu pensamento quero reviver somente o que trouxe alegria e paz.

Ninguém é perfeito, mas o amor é.

Ninguém sabe tudo, nem tem porque saber, mas saber amar é acima de tudo o dever de todos, assim como eu amei você, assim como um dia acreditei em alguém que jamais viria para ficar. O tempo fecha, ameaça mandar chuva, mas o coração corre para dentro e se abriga no peito, onde geme, sonha e até mesmo alcança. Amadureci tendo que sofrer, deixar a vida me ensinar a humildade, e ter a certeza que pessoas são seres vivos como eu, mas há somente um único ser que lhe amou demais, fui eu...

(Escrito por Paulo Zamora em 02 de Janeiro de 2015)

 

Escrito por Paulo Zamora às 12h25
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Aquela paixão antiga

Comovido com sua situação resolvi pensar em nós, sabe aquela paixão antiga? Já passou.

De ilusão não pode viver o homem; foi uma ilusão imaginar você ao meu lado. Foram dias e noites pensando em você, no estado confuso de minha carência foi refúgio; quem pode lutar fortemente contra o pensamento?

Sabe aquela paixão antiga? Aquela que senti por você? Não existe mais.

Meu coração está à procura de alguém fiel para amar; disposto a ser feliz, mas em que lugar dessa estrada está a pessoa certa?

De que adianta querer alegrias com as pessoas erradas?

Preencho-me com perguntas e falsas idéias do que é amar. Comovido resolvi pensar em você, sem pensar que sofreria tanto; foi ilusão imaginar você ao meu lado, agora é passado; sabe aquela paixão antiga? Já passou.

(Escrito por Paulo Zamora em 02 de Janeiro de 2015)

 

Escrito por Paulo Zamora às 12h25
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil

Histórico