Poemas- Reflexões- Poesias- Auto-ajuda


26/08/2014


Paulo Zamora 2014- Ano 20

Paulo Zamora- 2014 (Ano 20)

Poeta, escritor e declamador (Desde 1994- Já escreveu 4.447 textos- Até 2013)

O Poeta que mais gravou poemas (4.134- Até 2013)

O Poeta Dos Radialistas (Colaboradores na divulgação)

O Gênio dos Pensamentos de Amor

* (Títulos recebidos através dos anos)

 

Participou de muitos eventos culturais, programas de rádio, há 11 anos divulga seu trabalho através da internet, já gravou mais de 170 volumes (CD’s) em áudio com participação de muitos amigos poetas, declamadores, radialistas, cantores e outros, é um poeta em continuidade, escreve poesias, poemas, reflexões, auto-ajuda, enfim, é versátil em sua obra, muitos do gênero lançam livros, ele grava poemas e poesias, e disponibiliza gratuitamente na Internet ou cópias de seus trabalhos em áudio (Cd).

 

Resumo Biográfico por Helen Cunha- 2014

 

Paulo Zamora-Poeta, escritor, declamador, técnico em áudio e Roteirista.

Escrito por Paulo Zamora às 16h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Vinte Anos de Cultura

A história de Paulo Zamora e seus poemas estão completando Vinte Anos; trata-se de um romance eterno com as palavras; é o poeta que escreve todos os dias de sua vida, ainda garoto já participava de eventos na escola, aos 15 anos de idade resolveu se assumir escritor e poeta; construindo um imenso e lindo arquivo de textos e áudios, incomparável. Sem exageros, quem conhece o seu trabalho sabe do que estou falando, ele consegue tocar a alma das pessoas.

Foram inúmeras participações em eventos culturais, programas de rádio, entrevistas, textos para jornais, murais de escolas, são 20 anos; somando 4.447 (Auto-ajuda, crônicas, poesias, poemas, e outros); as gravações chegam a um total de 4.134 faixas, áudios que são recitações, declamações, improvisos e traduções, é sem dúvida O POETA QUE MAIS GRAVOU POEMAS.

Seu trabalho (Tanto escrito como em áudio) é um projeto que envolve compartilhamento de outros poetas, simpatizantes da arte, e também de grandes nomes do rádio três-lagoense. Além de cópias de seus Cd’s de poemas conta com a Internet para a divulgação.

O POETA DOS RADIALISTAS também já foi chamado de “O GENIO DOS PENSAMENTOS DE AMOR”, título escolhido pelo saudoso amigo poeta e radialista Célio de Barros. É impossível não se apaixonar pelos poemas desse romancista, Zamora é idealizador dos documentários exibidos anualmente sobre a vida e trajetória de cultura do grande Declamador Célio de Barros, na Rádio Difusora AM de Três Lagoas MS, juntamente com radialistas e poetas (Desde 2010).

Já participou de projetos culturais elaborados por Helen Cunha (Colunista Social e Radialista) como, por exemplo, Programas especiais comemorando o “Dia do Escritor” e “Dia do poeta” (Realizados anualmente). É uma trajetória com muitas histórias para contar, momentos inesquecíveis, como sua participação no Sinted (Semana cultural) tendo como idealizadora a Mestra em Cultura Cidolina, nomeada por Paulo Zamora como “ A Rainha da Cultura”, por sua dedicação e trabalho árduo; enfim, se fossemos aqui citar nomes ficaríamos dias para relatar. Suas reflexões já foram aberturas de programas de rádio, em seu arquivo existem textos para usar em diferentes ocasiões; seus poemas clássicos já foram gravados em muitas vozes.

Paulo Zamora e Sueli Batista Damasceno são os nomes que impulsionam novos autores, poetas e declamadores da nossa região. Falar de poesia e não lembrar deles é como não compreender o sentido dessa arte.

Não tenho palavras para descrever sua dedicação pela arte; sabemos que no mundo atualmente sobreviver na cultura é ter atitudes heróicas, é preciso ter muito amor pelo que se faz; e Paulo tem se demonstrado assim. O retorno vêm em formas de momentos. Para mim é festa saber que Paulo Zamora e seus poemas estão completando Vinte Anos.

Que possa continuar com essa energia positiva doando ao mundo textos incríveis, que nos ajudam a pensar na vida e fortalecem nossos sonhos, para quem tem cultura no coração saberá compreender o valor do trabalho desse grande Artista da Poesia. Quero aqui representar todos os leitores, amigos, radialistas, poetas, escritores, a imprensa; e dizer que Paulo Zamora faz parte dos grandes nomes que tivemos a oportunidade de conhecer em meio a essa arte de escrever, recitar; e ser um poema em vida. Parabéns amigo por esses Vinte Anos!

Helen Cunha

Colunista Social e Radialista

Três Lagoas, 01 de Janeiro de 2014

Escrito por Paulo Zamora às 16h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Agradecimentos aos Apoiadores:

Maria Irene (Mãe)- João Carlos de Souza (Rádio Band FM- TV Concórdia )- Helen Cunha (Rádio Difusora AM- Colunista Social)- André Mitterer (Declamador)- Célio de Barros (Rádio Difusora AM- Poeta, radialista e ator)- Leif Eric (Professor de Língua de Sinais)- Alex Fernando Soares (Declamador)- Larissa Dandara (Radialista)- Jean Carlos (Rádio Três Lagoas FM)- Bruno Henrique Ramos  (Poeta)- Carlinhos Albert (Rádio Três Lagoas FM)- Verena Venâncio (Poetisa e Professora)- Sueli Batista Damasceno (Poetisa e Professora)- Luiz Octávio (Professor de Música)- Anne Francielle Bertholdo (Poetisa)- Altair Ferreira e Gleyci Nonato (Poetas do Projeto Poesia Na escola)- Elaine C. D. Zamora (Poetisa)- Fran Soares (Cantora)- Nyck Poesya (Poeta e compositor)- Fabiano Xavier (Rádio Cidade FM- Andradina SP)- Alex Fabres (Rádio Três Lagoas FM)- Adilson Silva (Rádio Três Lagoas FM e TV Record)- Ademar Cardoso (Rádio Difusora AM)- Toninha Campos (Rádio Caçula AM) Romário Gutemberg (Rádio Três Lagoas FM), Rock Santos (Rádio Pantanal FM), Ronan Tafarel (Rádio Difusora AM), Alfredo Netto (Rádio Três Lagoas FM), Cidolina (Sinted- Três Lagoas MS), Leonardo Mundim Souza (Declamador), Tom e Bruno (Cantores), Oséias Barros (Radialista e poeta- Rádio Difusora AM), Philipe Prestes (Cantor), Débora Neves (Cantora), Fabio Jorge (Rádio FM Arapuá MS), Aurora Vilalba (Radialista- Difusora AM), Vera Medeiros (Poetisa- Professora), Suely Boaventura (Divulgadora)

Escrito por Paulo Zamora às 16h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

Contatos:

E-mail: ointernautams@hotmail.com

Facebook: Paulo Zamora Zamora

Blog: www.pensamentoedamor.zip.net

 

 

 

Escute Amostras de áudios através do site PalcoMP3. www.paulozamorapoeta.palcomp3.com

 

 

Emissoras de Rádio Que Apóiam a cultura

www.radiodifusora1250.com.br

www.treslagoasfm.com.br

www.jptl.com.br

www.pantanalfm.com.br

www.radiocacula.com.br

Escrito por Paulo Zamora às 16h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

BLOG’S DE AMIGOS

Poeta Bruno Henrique Ramos (O Jovem poeta)

www.bh-ramos.zip.net

 

Saudoso Célio de Barros (O Maior declamador da história de Três Lagoas MS)

www.poetaceliodebarros.zip.net

 

Nyck Poesia (Poeta, cantor e Compositor)

 

http://oanjoguardiao.blogspot.com.br/

 

Site da Amiga Saryd - Cobrindo todas as baladas de Três Lagoas MS

http://www.tribaladas.com.br/

 

Apoiador de cultura Abner Olmos Petrick

http://poesiaseversos3lagoas.blogspot.com.br

Escritora Vera Medeiros (Facebook)

 

https://www.facebook.com/veralucia.nogueirademedeiros/about

 

 

Vídeos no Youtube

http://www.youtube.com/results?search_query=Paulo+Zamora&page=&utm_source=opensearch

 

 

Poemas Clássicos de Paulo Zamora  Interpretados por amigos (2014)

 

https://www.youtube.com/watch?v=94TFBkTn4M4

 

 

110 Faixas – Mp3 (Seleção de 1994 a 2013)

Participação: André Mitterer- Alex Fabres- Fabiano Xavier- João Carlos de Souza- Alex Fernando Soares- Célio de Barros- Helen Cunha- Verena Venâncio- Jean Carlos- Leonardo Mundim Souza- Carlinhos Albert- Leif Eric- Sueli Batista Damasceno- Bruno Henrique Ramos- Helen Cunha- Nyck Poesya- Larissa Dandara- Conceição Quinteiro- Ronan Tafarel- Romário Gutemberg- Gleyci Nonato-

 

 

Depoimento sobre os 20 Anos de Cultura (2014)

 

http://www.youtube.com/watch?v=e75nsNkHsS0&feature=youtu.be

Escrito por Paulo Zamora às 16h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

DOCUMENTÁRIO:

HISTÓRIA-  Célio de Barros (Paulo Zamora 2013-2014)

 

http://www.youtube.com/watch?v=xq4HjMCQ5io&feature=youtu.be

 

 

Um programa lindo, boas lembranças!!!

Participantes: Anne Franciele Bertholdo- André Miterrer- Bruno Henrique Ramos- Paulo Zamora

Domingo Especial com Helen Cunha -Poetas e Declamadores 2011

Este é um dos programas Especiais realizado pela Rádio Difusora AM de Três Lagoas, foram vários anos em que Helen Cunha trabalhou e trabalha como motivadora de cultura, são muitos os momentos inesquecíveis.

 

https://www.youtube.com/watch?v=a_7aM24SgCc&feature=youtu.be

 

 

 

João Carlos de Souza DECLAMA Paulo Zamora (2013)

Recitação de Poemas

 

https://www.youtube.com/watch?v=HJ91pnLQi6s&feature=youtu.be

 

João Carlos de Souza DECLAMA Paulo Zamora (2013)

 

01-Apaixonado- 02- Não é apenas saudades- 03- REGRAVAÇÃO- Se não fosse por amor- 04- O Tempo- 05- Nosso destino- 06- Calma- 07- Conseqüência- 08- Bônus- A nossa eterna verdade- 09- A Esperança do nosso amor- 10- Quem Inventou a Paixão- 10- Quem Inventou a Paixão- 12- O sentido dessa noite- 13- Se eu pudesse- 14- Quando te vi- 15- Sonhos dos Retornos- 16- Vida- 17- Uma loucura JUVENIL- 18- Seu silêncio- 19- Labirinto- 20- Entre o coração e a saudade- 21- A verdade dos meus sentimentos- 22- Ápice- 23- Amores- 24- Quando você voltou a fazer parte da minha vida- 25- Bônus- O primeiro Momento Do Coração- 26- Em busca da RECONCILIAÇÃO (Com Jean Carlos e João Carlos de Souza)- 27- Ainda é amor- 28- Reação- 29- O amor acabou- 30- A nossa eterna verdade- 31- Outono- 32- Em busca da Reconciliação- 33- Se não fosse por amor- 34- Meus carinhos- 35- O primeiro momento do coração- 36- Uma Diferença- 37- Sem OBJEÇÕES- 38- Palavras ferem-39- Sonhos para Alcançar-  40- Amor por você 

Paulo Zamora- 29 de agosto de 2013

 

Quero agradecer ao amigo João Carlos pela colaboração cultural que tem prestado, ele é o radialista que como muitos outros,fez história e deixou sua marcas em Três Lagoas MS. Este Cd é uma homenagem merecida para alguém que possui profundo amor pelo que faz, assim é a sua história ligada ao rádio brasileiro.

Paulo Zamora

Escrito por Paulo Zamora às 16h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Célio de Barros DECLAMA POEMAS DE Paulo Zamora (2005- 2009)

https://www.youtube.com/watch?v=fEJLjxE3pHg&feature=youtu.be

 

Célio de Barros DECLAMA Paulo Zamora (2005-2009)

01-Abstrato

02-Segredos do meu coração

03-Enfermo amor

04-Peles

05-O poeta só

06-Lágrimas não voltam

07-Não é apenas saudades

08-A minha sensibilidade provocada

09-Pelo menos isso

10-Oculto sentimento

11-Louco de tanto amor

12-Na minha madrugada

13-Meu quarto e eu

14-Final

15-Carente

16-Insônia

17-Sem culpados

18-Suas pegadas

19-De dentro de mim (Part. Paulo Zamora)

20-Nas Alamedas

21-O estado em que estou

22-Últimos segundos

23-Ultimo encontro

24-Desejos versus castidade

25-Inverno

26-Compreendo

27-A minha sensibilidade provocada (Part.Paulo Zamora)

28-A Saudade que você deixou em mim

29-Teu mundo de anjo

30-Depoimento de Célio de Barros

Dedico este Cd ao meu grande amigo, o poeta Célio de Barros, com certeza o maior poeta e declamador da história da cidade de Três Lagoas MS.

Paulo Zamora

30 de Outubro de 2009

Escrito por Paulo Zamora às 16h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

Poemas com Célio de Barros- Paulo Zamora (2014 - Ano 20)

https://www.youtube.com/watch?v=ygOCwljDsDA

 

 

 

 

http://www.youtube.com/watch?v=pNGOqgxnffs&feature=youtu.be

 

 

Paulo Zamora Regrava alguns de seus poemas Clássicos (20 Anos- Desde 1994)

 

Paulo Zamora APRESENTA

Regravações- 20 ANOS DE CULTURA COLETÂNEA 2014 (Ano 20)

 

01- Depoimento de Paulo Zamora sobre os 20 anos de Poemas

Não é apenas saudades

APAIXONADO

PENSAMENTO

Espelho da minha vida

Escondido

Conseqüência

SOBRIEDADE

Calma

Enfermo amor

INVERNO

Namoro Perfeito

Por esse coração apaixonado

Transformado

Sonhos dos retornos

O tempo

Moça

Final

Enfermo amor

ABSTRATO

Se não fosse por amor

Quando você voltou a fazer parte da minha vida

A minha sensibilidade provocada

Em busca da reconciliação

Faz Parte da Minha Vida

Menino apaixonado

O primeiro momento do coração

SOBRIEDADE (Part. Célio de Barros- Homenagem 2014)

Uma Pluma

Rio de Lágrimas

O Mistério da Emoção

ISOLAMENTO

Estradas sem rumos

Consequência (Faixa Especial)

Últimos Segundos

Imaginações

Faixa Extra- Eu Não Posso Fugir de Você

 

Paulo Zamora- Janeiro de 2014

Escrito por Paulo Zamora às 16h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Crescer como pessoa (Reflexão Importante)

Crescer como pessoa é amadurecer em muitos pontos; é contínuo. Primeiramente saber que Humildade é nunca pensar que somos superiores aos outros; e sim, que toda pessoa possui suas capacidades e aprimoramentos das mesmas. Crescer é um processo de aprender, de se dar, de conquistar e as recompensas somam-se muitas para quem consegue ver a vida por este ângulo.

Também aprender com os mais experientes, não necessariamente com os mais velhos;  a idade nem sempre é sinônimo de experiência; a vida tem suas variações. Enfrentar fases difíceis exige determinação, coragem em assumir-se alguém precisando de decisões sérias.

Crescer como pessoa é nunca colocar o materialismo acima do sentimento.

Na realidade todos nos encontramos lutando de alguma maneira; e por isso devemos manter equilíbrio em nossas ações, principalmente em nossos pensamentos, porque a construção de uma personalidade melhor inclui nossas verdadeiras intenções, no entanto é preciso desenvolver uma forte relação com as prioridades lógicas e positivas, enquanto é preciso ter consciência plena do certo e do errado.

Você cresce como pessoa quando se depara com as realidades ao redor, que as pessoas se alegram, sonham, esperam por suas esperanças; que possuem suas virtudes como seus defeitos; e que essas mesmas pessoas também choram, sentem dores, perdem na vida, enfrentam desafios diários, são humanos.

Você cresce na vida quando sabe se redimir, e aceita que mudanças precisam acontecer, e que alguns conceitos de maturidade não eram tão corretos, aliás, não eram corretos na forma com que você acreditava ou aceitava ser...

Você não é o mais inteligente do mundo, não sabe tudo e nem saberá...

Já acordou para alguns acontecimentos, percebendo que pode ter deixando passar despercebidos grandes amigos em sua vida? Crescer como pessoa não é sobrecarregar a mente e o coração querendo ser quem na verdade você não é.

Todos são frágeis, sim, sensíveis.

O que acontece é que a maioria das pessoas sofrem um certo de medo de deixar transparecer, porque vivemos numa sociedade em que ter a tona sentimentos parece inconcebível; talvez eu possa chamar de preconceito, não sei ao certo, mas sei que principalmente os homens querem sempre ser fortes; como se não tivessem sentimentos, volto a dizer que TODOS SÃO FRAGEIS, SIM, SENSIVEIS.

Concorde ou discorde, é um direito seu; mas Crescer como pessoa exige olhar atentamente essas realidades.

Cresça aprendendo com pessoas que se interessam por você, se dispõem apesar da vida corrida que levamos, a dar atenção especial a você, se importando, se dedicando, passando ótimos momentos juntos, construa amizades por onde passar, e faça das pessoas os maiores valores; sorria ou chore com elas, se apegue em quem vale a pena; as outras coisas na vida se traduzem dos frutos do nosso trabalho secular, da luta pela sobrevivência, mas tire tempo para viver intensamente as suas emoções, reflita, tome medidas corretas; e não tente imitar ninguém; apenas tenha em mente o que é correto, isso ser ditador...

Aos poucos compreenderá a magnitude (Complexidade) de muitos assuntos, crescerá quando se disponibilizar a ser amante da vida, porque amar é o segredo perfeito do viver constantemente. Crescer como pessoa é interiorizar-se; é olhar para a vida com olhos de razões concretas e concluir porque estamos aqui.

(Escrito por Paulo Zamora em 25 de agosto de 2014)

 

Escrito por Paulo Zamora às 16h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Definições

Definir um sentimento é como se perder numa velha estrada conduzida pelo lamento. Não encaro como uma lenda, porque lendas não podem viver dentro de um coração. Definir minha paixão é como não saber porque sentir o sabor de uma boca ainda não beijada; pura sensação...

Não há limites para imaginar e te sentir aqui, perto de mim, atribuindo meu abraço ao momento mais importante; após ter passado por carências, obstáculos e exageros na emoção.

Você vai mesmo se entregar e passar esses dias comigo?

Com ingenuidade poderemos contar as estrelas, domar a sombra da noite pedir ao céu que nos ilumine, mesmo que não sejamos compreendidos. Preciso de definições, saber quem sou para você e quem você é para mim; é muito forte o que eu sinto, agride meu pensamento, vou e volto aos mesmos lamentos e culpo a vida; até definir um sentimento...

(Escrito por Paulo Zamora em 19 de agosto de 2014)

 

Escrito por Paulo Zamora às 16h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Talvez um dia

Talvez um dia tenha seu beijo para mim, e como o luar que não se perde mesmo ficando entre meio as nuvens; continua ali, amando escondido, sofrendo calado diante de cada desejo que deve se sentir sufocado...

Não posso esquecer o poder encantador dos seus olhos, do jeito que imagino de fazer amor, da condução perfeita entre nossos corpos no mesmo leito; então não pode ser pecado diante de tanto sentimento; não existem fronteiras quando nos querermos, talvez seja um sonho meu, ao invés de ser fantasia; eu também tenho o direito de me iludir, de pensar nessa paixão, deitar pensando, dormir sonhando, e acordar te amando...

Depois do beijo contemplar seu sorriso, ficar do meu jeito, abraçar sem preceitos negativos, e dizer claramente que não nos importamos com mundo, e que esta noite seja a mais bela de todas; talvez não esteja mesmo mandando em meus pensamentos, e planto sofrimento, querendo você a todo momento, mesmo sabendo que talvez nunca venha me calar com os beijos loucos e lindos de sua boca...

Deixa-me viver minha ilusão, minha paixão...

(Escrito por Paulo Zamora em 18 de agosto de 2014)

 

Escrito por Paulo Zamora às 16h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Os anos e os pensamentos

Os anos e os pensamentos passam sempre repentinamente; e descobrimos coisas incríveis, nos afeiçoamos, nos perdemos e nos encontramos, mas a vida nem sempre deve ser vista através de tantos detalhes, os pensamentos não alcançam e o tempo não permite...

Tudo já passou, até mesmo o último segundo, o tempo em que você leu o primeiro parágrafo deste texto; comum como os outros, querendo simplesmente demonstrar e mostrar que tudo é muito rápido, até mesmo as boas sensações, os dias tristes, os sonhos por sonhar, esperas improváveis, enfim, tudo passa nesta vida.

Os anos nos revelam uma certa maturidade, experiências que nem sempre são maravilhas, embora a conclusão de tudo seja a continuidade adquirida por pensar corretamente em quem somos, porque somos, e se mudamos algum dia; e porque mudamos, já que nosso comportamento tem a tendência sempre da inconseqüência...

Aprendemos muito quando acordamos daquelas velhas ilusões, e passamos a selecionar tudo na vida, entre a seleção estão lugares, pessoas, e até mesmo os pensamentos; pode? Claro que pode. Uma pequena introdução se faz pensamento, leva a escolhas, nos direciona e quando nos encontramos compulsivos de alguma maneira, não podemos fazer exclusões, e sim dizer ao pensamento que está dentro do cérebro que somos os dirigentes da nossa própria vida, imaginamos o inimaginável, concluímos o inconcluso, e percebemos muitas vezes a falta de percepção...

Os anos passam, as conquistas realizadas vão ficando no tempo; os pensamentos precisam se referenciarem; você ontem, você hoje, e você amanhã, como se o sempre já estivesse acontecendo...

Ideal? Você sabe o que é ideal quando a vida está turbulenta? Mas precisamos aprender a viver, as dificuldades também nos ensinam, nos mostram pessoas verdadeiras, nos incentivam a crescer, a fazer escolhas sensatas na vida, embora a dificuldade não seja positiva, mas acontece, faz parte do tempo da vida...

Nunca evite as pessoas que te amam, nunca desista de quem sabe te amar, porque amizade verdadeira é raridade; o mundo se encontra no holocausto emocional, a globalização ajuda em muitos campos, e atrapalha nos relacionamentos, pessoas distantes mesmo estando tão próximas; os encontros apenas no uso da tecnologia, ou do modernismo, mas o abraço, a sinceridade, os momentos de amizade; infelizmente são poucos...

Falta compreensão, e não tempo.

Falta entendimento, e não tempo...

Você é a própria memória em suas relações, das distancias e das proximidades, saudades, interferências, ausências de si mesmo, existe a saída,; sim, manter firmeza em suas decisões, e quando vierem as contrariedades revide. Nascemos para a felicidade, e isso acontece simplesmente na construção de momentos, variáveis, mas possíveis, reais...

Depende da sua visão na vida, de quem você está sendo, o que tem buscado, e quando estiver se sentindo ridículo diante de algumas pessoas, então descubra qual o seu lugar, você tem direito ao seu espaço na vida, de ser respeitado, e principalmente de respeitar. Os anos os pensamentos podem se fundir e nos deixar em cume da complexidade; mas a verdade tem sempre que estar vindo à tona, o céu nem sempre é azul...

(Escrito por Paulo Zamora em 10 de Agosto de 2014)

 

 

 

 

Escrito por Paulo Zamora às 16h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Desculpe querida

Minha querida, hoje a ferida cicatrizou. O poder da sua paixão já passou. Não era para sermos o casal dos sonhos. Agora, somente agora consigo ver essa verdade; é saber que as flores nem sempre choram.

A vida tem suas escadas; seus tropeços, suas rampas, e caminhar é assim, cair e levantar, mas os sensatos continuam seguindo adiante, olhando sempre para frente.

Querida; também tenho desculpas a pedir. No dia em que foi embora fiquei muito triste, depois muitos dias foram sem razões, as tardes completamente solitárias; mas era pra ser assim, não tinha como mudar.

Os sonhos já haviam se perdido, as mágoas já haviam nascido;  e a saudade veio bem depois, quando passei a entender os porquês.

Não acredito em destino; quando digo que era pra ser assim, é porque não sabíamos ao certo o que sentíamos, as carícias perderam seus valores; e no mundo dos amores não se falam em tantas angústias de um casal, se quiser pode ser amiga, desculpe querida...

(Escrito por Paulo Zamora em 05 de Agosto de 2014)

Escrito por Paulo Zamora às 16h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Fraternal

Pelo menos uma vez me dê a chance de lhe tocar intensamente. Digo coisas que somente você é capaz de entender, choro lágrimas que somente suas mãos podem secar através de carinhos e sensibilidades...

Me beije e ame somente...

Esqueçamos o mundo lá fora, porque aqui dentro dois anjos perfeitos se amam e não se negam a essa troca de sentimentos. Imagino assim; você nos dando uma chance e deixando a vida ser esplendida, segura e para sempre...

Nossas ânsias não passam de ilusões, o amor é bem diferente e nós sabemos...

Ainda não fomos explorados por nossos sentimentos, lindos e obedientes.

Onde estou na vida faz parte de um labirinto, em que preciso da liberdade para te encontrar, e pelo menos uma vez poder te amar como nunca foi; e ser amado como nunca fui...

Já pensou nós dois acordamos e ficarmos calados nos olhando, nos admirando, deixando o amor ser além de fraternal?

Imagino e sonho esse momento; porque amar não é errado, e essa entrega definirá nossos próprios caminhos; deixando fluir na sabedoria a realização de uma vida inteira.

(Escrito por Paulo Zamora em 05 de Agosto de 2014)

 

Escrito por Paulo Zamora às 16h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

De segunda a segunda

Sou sempre uma sombra a passar diante de você.

Recorre às paredes para não olhar-me nos olhos.

Saiba que não estou precisando de seus amparos, seus cuidados não importam mais.

O quanto sofri sem merecer e fui trocado por outro em momentos em que mais te amava, me entrega e dedicava todos os segundos da minha vida, de segunda a segunda...

Não tem porque ficar fazendo discurso, tentando me envolver com palavras e gestos improdutivos, serei sempre uma sombra a passar diante de você...

Nada se compara ao brinquedo que fui em suas mãos.

Olharei para frente, seguirei o horizonte em busca de tesouros, você não tem brilho, não sabe viver, pensei ter encontrado a felicidade ao seu lado; enquanto não passou de uma estranha; não cheguei a conhecer suas tolices, suas ilusões sem tamanho, por isso me perdeu; quase me enlouqueceu, por isso me veja assim, como uma sombra a passar diante de você...

(Escrito por Paulo Zamora em 04 de Agosto de 2014)

 

Escrito por Paulo Zamora às 16h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil

Histórico