Poemas- Reflexões- Poesias- Auto-ajuda


17/12/2014


https://www.youtube.com/watch?v=0WmLDHOalIE&feature=youtu.be

RIQUEZA- Interpretado por seu autor Paulo Zamora (Poema)

Escrito por Paulo Zamora às 11h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Paulo Zamora 2015 (Ano 21)

Poeta, escritor, declamador, técnico em áudio, escritor de cerimoniais e Roteirista.

Poemas de Paulo Zamora -2015

Ano 21 (Desde 1994)

O Poeta Dos Radialistas

Até 2014 já escreveu 4.690 textos (Poemas, poesias, reflexões, auto-ajuda e outros)

Até 2014 já gravou 4.468 poemas (Com participações de amigos poetas e locutores)

O POETA QUE MAIS GRAVOU POEMAS

 

Resumo por Helen Cunha

Para mim escrever pelo quarto ano sobre Paulo Zamora é um orgulho, o divulgo desde 2001; apesar de amigos já trabalhamos cultura juntos durante muitos anos, tenho o maior prazer em fazer parte desta história. “O poeta dos RADIALISTAS”, titulo o qual é conhecido atualmente, ele já nasceu poeta, desde sua infância cultiva uma grande paixão pelos livros e a leitura, e suas composições poéticas são fruto de uma vida inteira de dedicação, nos anos 90 os murais de algumas escolas sempre tinham algum texto desse autor incansável, foram inúmeras apresentações em escolas durante esses anos, afinal, muita história pra contar, conheceu muitos poetas, escritores, locutores, e simpatizantes da arte. Também já foi conhecido como “O gênio dos pensamentos de amor’, “Um poeta de Três Lagoas”, escreve poemas, poesias, auto-ajuda, textos em geral, sem nenhum exagero ao falar dedicação, se a nossa cultura fosse mais valorizada poderíamos com certeza afirmar que Paulo Zamora é um fenômeno dos poemas, os números falam por ele, revelam seu amor pela arte.

São 4.690 textos escritos (Até 2014)

São 4.468 gravados (191 Volumes) – Solo e com milhares de participações (Até 2014)

Edições em jornais, Cópias de seus Cds de poemas, divulgação ampla pela internet através de blogs, sites, e-mails e outros meios (Vídeos no Youtube).

Participação em eventos culturais.

Abertura ou encerramento de programas de Rádio com suas reflexões.

Responsável pelos documentários exibidos na Radio Difusora AM de Três Lagoas sobre a vida do maior declamador que a nossa cidade já conheceu, Célio de Barros; que partiu em 2010 (Grandes parceiros culturais).

Procura manter um estilo próprio em seu trabalho, principalmente nas gravações de poemas com fundos musicais; seus talentos que considero importantes são: Escritor, poeta, declamador, escritor de cerimoniais, Técnico em áudio, dono de uma voz romântica. Resistir ao tempo em que sabemos que os valores culturais são mínimos é ser herói, durante minha caminhada pelo mundo radio e jornais, presenciei muitos talentos que desistiram por falta de algum apoio.

Paulo Zamora e Sueli Batista Damasceno são os poetas que incentivaram e incentivam novos escritores, na realidade a nossa cidade é rica em escritores; e muitos nomes estão se destacando.

O poeta que mais gravou poemas.

Para quem saber reconhecer verá que Zamora já fez muito para a nossa cultura local e estadual, o próximo projeto é lançar um dos seus livros (São 18 livros contendo seleções de seus textos) , sua preferência sempre foi pelos áudios, nunca ganhou dinheiro com seu trabalho, esse Três-lagoense conseguiu entrar para a nossa história provando que é possível fazer a diferença quando o assunto é amar o que se faz.

Não posso esquecer de uma grande incentivadora da cultura chamada Cidolina Silva, ela é componente do Sinted (Sindicato dos Trabalhadores em Educação); desenvolve projetos culturais nos quais tem como ponto alto mostrar o trabalho dos escritores, realiza anualmente o projeto SEMANA CULTURAL PROFESSOR PEPE, onde poetas declamam, há apresentações de danças, enfim, ela sabe fazer cultura (Foi Nomeada por Paulo Zamora como “RAINHA DA CULTURA”).

Quero agradecer a todos aqueles que ajudam a divulgar o nosso poeta Paulo; e desejamos que seu trabalho se estenda por muitos anos ainda. Ao Poeta Dos Radialistas deixo aqui minha gratidão e felicidade em ser sua amiga. Muitos anos de sucesso!

Helen Cunha

Colunista Social e Radialista

01 de Janeiro de 2015

Três Lagoas MS

 

 

 

Agradecimentos aos Apoiadores:

Maria Irene (Mãe)- João Carlos de Souza (Rádio Band FM- TV Concórdia )- Helen Cunha (Rádio Difusora AM- Colunista Social)- André Mitterer (Declamador)- Célio de Barros (Rádio Difusora AM- Poeta, radialista e ator)- Leif Eric (Professor de Língua de Sinais)- Alex Fernando Soares (Declamador)- Larissa Dandara (Radialista)- Jean Carlos (Rádio Três Lagoas FM)- Bruno Henrique Ramos  (Poeta)- Carlinhos Albert (Rádio Três Lagoas FM)- Verena Venâncio (Poetisa e Professora)- Sueli Batista Damasceno (Poetisa e Professora)- Luiz Octávio (Professor de Música)- Anne Francielle Bertholdo (Poetisa)- Altair Ferreira e Gleyci Nonato (Poetas do Projeto Poesia Na escola)- Elaine C. D. Zamora (Poetisa)- Fran Soares (Cantora)- Nyck Poesya (Poeta e compositor)- Fabiano Xavier (Rádio Cidade FM- Andradina SP)- Alex Fabres (Rádio Três Lagoas FM)- Adilson Silva (Rádio Três Lagoas FM e TV Record)- Ademar Cardoso (Rádio Difusora AM)- Toninha Campos (Rádio Caçula AM) Romário Gutemberg (Rádio Três Lagoas FM), Rock Santos (Rádio Pantanal FM), Ronan Tafarel (Rádio Difusora AM), Alfredo Netto (Rádio Três Lagoas FM), Cidolina (Sinted- Três Lagoas MS), Leonardo Mundim Souza (Declamador), Tom e Bruno (Cantores), Oséias Barros (Radialista e poeta- Rádio Difusora AM), Philipe Prestes (Cantor), Débora Neves (Cantora), Fabio Jorge (Rádio FM Arapuá MS), Aurora Vilalba (Radialista- Difusora AM), Vera Medeiros (Poetisa- Professora), Suely Boaventura (Divulgadora), Antonieta Araújo (Poetisa)

Escrito por Paulo Zamora às 11h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Contatos:

E-mail: ointernautams@hotmail.com

Facebook: Paulo Zamora Zamora

Blog: www.pensamentoedamor.zip.net

 

 

 

Escute Amostras de áudios através do site PalcoMP3. www.paulozamorapoeta.palcomp3.com

 

 

Emissoras de Rádio Que Apóiam a cultura

www.radiodifusora1250.com.br

www.treslagoasfm.com.br

www.jptl.com.br

www.pantanalfm.com.br

www.radiocacula.com.br

Escrito por Paulo Zamora às 11h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

BLOG’S DE AMIGOS

Poeta Bruno Henrique Ramos (O Jovem poeta)

www.bh-ramos.zip.net

 

Saudoso Célio de Barros (O Maior declamador da história de Três Lagoas MS)

www.poetaceliodebarros.zip.net

 

Nyck Poesia (Poeta, cantor e Compositor)

 

http://oanjoguardiao.blogspot.com.br/

 

Site da Amiga Saryd - Cobrindo todas as baladas de Três Lagoas MS

http://www.tribaladas.com.br/

 

Apoiador de cultura Abner Olmos Petrick

http://poesiaseversos3lagoas.blogspot.com.br

Escritora Vera Medeiros (Facebook)

 

https://www.facebook.com/veralucia.nogueirademedeiros/about

 

 

Vídeos no Youtube

http://www.youtube.com/results?search_query=Paulo+Zamora&page=&utm_source=opensearch

 

 

 

https://www.youtube.com/watch?v=0WmLDHOalIE&feature=youtu.be

RIQUEZA- Interpretado por seu autor Paulo Zamora (Poema)

Escrito por Paulo Zamora às 11h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

https://www.youtube.com/watch?v=-4va7_8g5N8&feature=youtu.be

Regravações de Poemas com o seu autor Paulo Zamora 2015 - Ano 21

 

 

Poemas Clássicos de Paulo Zamora  Interpretados por amigos (2014)

 

https://www.youtube.com/watch?v=94TFBkTn4M4

 

 

110 Faixas – Mp3 (Seleção de 1994 a 2013)

Participação: André Mitterer- Alex Fabres- Fabiano Xavier- João Carlos de Souza- Alex Fernando Soares- Célio de Barros- Helen Cunha- Verena Venâncio- Jean Carlos- Leonardo Mundim Souza- Carlinhos Albert- Leif Eric- Sueli Batista Damasceno- Bruno Henrique Ramos- Helen Cunha- Nyck Poesya- Larissa Dandara- Conceição Quinteiro- Ronan Tafarel- Romário Gutemberg- Gleyci Nonato-

 

 

Depoimento sobre os 20 Anos de Cultura (2014)

 

http://www.youtube.com/watch?v=e75nsNkHsS0&feature=youtu.be

 

 

DOCUMENTÁRIO:

HISTÓRIA-  Célio de Barros (Paulo Zamora 2013-2014)

 

http://www.youtube.com/watch?v=xq4HjMCQ5io&feature=youtu.be

Escrito por Paulo Zamora às 11h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Um programa lindo, boas lembranças!!!

Participantes: Anne Franciele Bertholdo- André Miterrer- Bruno Henrique Ramos- Paulo Zamora

Domingo Especial com Helen Cunha -Poetas e Declamadores 2011

Este é um dos programas Especiais realizado pela Rádio Difusora AM de Três Lagoas, foram vários anos em que Helen Cunha trabalhou e trabalha como motivadora de cultura, são muitos os momentos inesquecíveis.

 

https://www.youtube.com/watch?v=a_7aM24SgCc&feature=youtu.be

 

 

 

João Carlos de Souza DECLAMA Paulo Zamora (2013)

Recitação de Poemas

 

https://www.youtube.com/watch?v=HJ91pnLQi6s&feature=youtu.be

 

João Carlos de Souza DECLAMA Paulo Zamora (2013)

 

01-Apaixonado- 02- Não é apenas saudades- 03- REGRAVAÇÃO- Se não fosse por amor- 04- O Tempo- 05- Nosso destino- 06- Calma- 07- Conseqüência- 08- Bônus- A nossa eterna verdade- 09- A Esperança do nosso amor- 10- Quem Inventou a Paixão- 10- Quem Inventou a Paixão- 12- O sentido dessa noite- 13- Se eu pudesse- 14- Quando te vi- 15- Sonhos dos Retornos- 16- Vida- 17- Uma loucura JUVENIL- 18- Seu silêncio- 19- Labirinto- 20- Entre o coração e a saudade- 21- A verdade dos meus sentimentos- 22- Ápice- 23- Amores- 24- Quando você voltou a fazer parte da minha vida- 25- Bônus- O primeiro Momento Do Coração- 26- Em busca da RECONCILIAÇÃO (Com Jean Carlos e João Carlos de Souza)- 27- Ainda é amor- 28- Reação- 29- O amor acabou- 30- A nossa eterna verdade- 31- Outono- 32- Em busca da Reconciliação- 33- Se não fosse por amor- 34- Meus carinhos- 35- O primeiro momento do coração- 36- Uma Diferença- 37- Sem OBJEÇÕES- 38- Palavras ferem-39- Sonhos para Alcançar-  40- Amor por você 

Paulo Zamora- 29 de agosto de 2013

 

Quero agradecer ao amigo João Carlos pela colaboração cultural que tem prestado, ele é o radialista que como muitos outros,fez história e deixou sua marcas em Três Lagoas MS. Este Cd é uma homenagem merecida para alguém que possui profundo amor pelo que faz, assim é a sua história ligada ao rádio brasileiro.

Paulo Zamora

Escrito por Paulo Zamora às 11h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

Célio de Barros DECLAMA POEMAS DE Paulo Zamora (2005- 2009)

https://www.youtube.com/watch?v=fEJLjxE3pHg&feature=youtu.be

 

Célio de Barros DECLAMA Paulo Zamora (2005-2009)

01-Abstrato

02-Segredos do meu coração

03-Enfermo amor

04-Peles

05-O poeta só

06-Lágrimas não voltam

07-Não é apenas saudades

08-A minha sensibilidade provocada

09-Pelo menos isso

10-Oculto sentimento

11-Louco de tanto amor

12-Na minha madrugada

13-Meu quarto e eu

14-Final

15-Carente

16-Insônia

17-Sem culpados

18-Suas pegadas

19-De dentro de mim (Part. Paulo Zamora)

20-Nas Alamedas

21-O estado em que estou

22-Últimos segundos

23-Ultimo encontro

24-Desejos versus castidade

25-Inverno

26-Compreendo

27-A minha sensibilidade provocada (Part.Paulo Zamora)

28-A Saudade que você deixou em mim

29-Teu mundo de anjo

30-Depoimento de Célio de Barros

Dedico este Cd ao meu grande amigo, o poeta Célio de Barros, com certeza o maior poeta e declamador da história da cidade de Três Lagoas MS.

Paulo Zamora

30 de Outubro de 2009

 

 

Poemas com Célio de Barros- Paulo Zamora (2014 - Ano 20)

https://www.youtube.com/watch?v=ygOCwljDsDA

 

 

Escrito por Paulo Zamora às 11h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

http://www.youtube.com/watch?v=pNGOqgxnffs&feature=youtu.be

 

 

Paulo Zamora Regrava alguns de seus poemas Clássicos (20 Anos- Desde 1994)

 

Paulo Zamora APRESENTA

Regravações- 20 ANOS DE CULTURA COLETÂNEA 2014 (Ano 20)

 

01- Depoimento de Paulo Zamora sobre os 20 anos de Poemas

Não é apenas saudades

APAIXONADO

PENSAMENTO

Espelho da minha vida

Escondido

Conseqüência

SOBRIEDADE

Calma

Enfermo amor

INVERNO

Namoro Perfeito

Por esse coração apaixonado

Transformado

Sonhos dos retornos

O tempo

Moça

Final

Enfermo amor

ABSTRATO

Se não fosse por amor

Quando você voltou a fazer parte da minha vida

A minha sensibilidade provocada

Em busca da reconciliação

Faz Parte da Minha Vida

Menino apaixonado

O primeiro momento do coração

SOBRIEDADE (Part. Célio de Barros- Homenagem 2014)

Uma Pluma

Rio de Lágrimas

O Mistério da Emoção

ISOLAMENTO

Estradas sem rumos

Consequência (Faixa Especial)

Últimos Segundos

Imaginações

Faixa Extra- Eu Não Posso Fugir de Você

 

Paulo Zamora- Janeiro de 2014

Escrito por Paulo Zamora às 11h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 

https://www.youtube.com/watch?v=lwufRSnie_4&feature=youtu.be

 

João Carlos de Souza

DECLAMA

Paulo Zamora 2014

(Ano 20)

01-                Quando você apareceu

02-                Sombra

03-                Os defeitos

04-                Apaixonado (Part. Paulo Zamora)

05-                Eu tenho sentimentos

06-                No silêncio

07-                Dos Olhos para Dentro

08-                Lembro

09-                Falta Alguém

10-                Da janela

11-                Fidedigno

12-                Não dá pra esperar

13-                No Silêncio

14-                Pensamentos

15-                Quando você apareceu (Part. Jean Carlos)

16-                Terminou

17-                Os defeitos

18-                Um Silêncio

19-                Romance

20-                Apaixonado (Part. Jean Carlos)

 

 

https://www.youtube.com/watch?v=7wRzI7cpCXo&feature=youtu.be

 

48 Poemas INTERPRETADOS por seu autor Paulo Zamora 2014 (Ano 20)

 

Escrito por Paulo Zamora às 11h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Maior sentimento existente

Seguir o sol seria complicado, porque meu amor está aqui, mora ao lado do meu peito e tem o maior sentimento existente. Não me peça jamais para partir da sua vida, eu não consigo; seu coração é meu abrigo, onde encontro a paz que preciso. Perdoe-me, sei que fui cruel, agi por impulso e feri você.

Seguir a lua seria complicado, porque meu amor está aqui, mora ao lado do meu peito e tem o maior sentimento existente. Não me peça jamais para lhe trocar por uma estrela, eu não posso aceitar a distância; deixe-me reconquista-la, sem nenhum rancor, sem nenhum desamor pelo qual me sufocar.

Sabemos que é complicado, mas eu quero te amar para sempre.

(Escrito por Paulo Zamora em 08 de Janeiro de 2015)

 

Escrito por Paulo Zamora às 11h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Não me peça para esquecer

Não me peça para esquecer. Não tem como.

Lugares marcaram nossa relação.

Quis fugir e não dei conta, ultrapassei e essa paixão foi além; impossível se defender quando a culpa é toda minha. Você esquecerá facilmente, fui mais um na sua lista de romances. Eu sou sentimental.

Verdadeiro.

Nada é simples quando começa a pulsar nas veias um amor inconseqüente. É muito mais forte do que podemos imaginar. Vá, siga seu caminho e deixe-me chorar minhas amarguras.

Solidão durará, eu sei...

Não quero ninguém ao meu lado por pena; deve haver respeito, deve haver uma química perfeita.

Já disse, vá; eu me viro sozinho, como sempre fiz. Siga a sua história, ela poderá te levar por lugares que nunca fomos juntos; os dias dessa vida continuam passando e viverei de qualquer maneira; pode ir tranqüila, respeito sua vontade, mas não me peça para esquecer, não tem como...

(Escrito por Paulo Zamora em 08 de Janeiro de 2015

Escrito por Paulo Zamora às 11h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Aqui

Aqui não mora um anjo, como pode uma pessoa ser um rio de mentiras? Ideal para quem sabe machucar em detalhes. Aqui no meu canto solitário almejo perder as revoltas, já que voltar ao passado é impossível, nada se refaz. Entendo que a vida deve continuar; refletindo a sombra de um dia distante vejo também meus erros, agora resta viver cada conseqüência.

Pedir volta já não adianta, suplicar ao céu a cura é fascinação. Devo lutar, atravessar minhas pontes; combater lembranças, escrever palavras positivas nas recordações; aqui não mora um anjo, não namorei um anjo; foram gestos de inocência e o coração sentiu grandemente.

Chega de ficar pedindo perdão; mereço a atenção dos meus pensamentos, ontem aflitos, hoje reflexivos, confundo assuntos, penso tudo ao mesmo instante; fui um louco sofrendo; seguir adiante é conquistar cada novo amanhecer e meditar no canto dos pássaros; porque aqui não mora um anjo.

(Escrito por Paulo Zamora em 08 de Janeiro de 2015)

 

Escrito por Paulo Zamora às 11h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Permanência dos sentimentos

Um dia acreditei no amor, e no instante em que te conheci passei a acreditar na nossa felicidade; foi tudo um encanto, o namoro, a permanência dos sentimentos, e vivemos grandes momentos de entregas; juro que amei em cada respiração, em todo longo beijo, em todo olhar que se fez em sua direção; pensei ter encontrado a tal felicidade.

Um dia; sim, num dia daqueles em que tudo parece perfeito você veio na maior calma mudar tudo; disse que partiria da minha vida; e logo conheci a saudade, mesmo implorando para voltar; meus sentimentos permanecem; mesmo sabendo que nossos corpos estão distantes. Nada era perfeito, na realidade não tinha certeza quanto ao que sentia; não foi amor, pra você nunca foi amor. Para mim você foi tudo do meu mundo, hoje chorando a desilusão parte-me o coração em dizer que ainda não consegui ser feliz; foi ilusão, e na lembrança a dor, a saudade; e a tristeza em saber que um dia acreditei no amor; mesmo hoje esse amor permanece em mim...

(Escrito por Paulo Zamora em 07 de Janeiro de 2015)

Escrito por Paulo Zamora às 11h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Enquanto estou sentindo saudades

Em procuras secretas do coração compreendi tarde que nada é como queremos na vida; nem mesmo aquela paixão iludida. O sentimento é mais forte do que a alma.

Enquanto estou sentindo saudades relembro seu coração prometendo amor e depois não cumprindo; você se tornou uma pessoa sem amor aos sonhos dos demais; seu egoísmo fechou a porta do seu coração, deixando escapar quem lhe amou.

Não tenha dúvidas, já percebi seus olhos cuidando o meu corpo, já senti na fala uma entrega desafiadora, são desejos acesos, são medos e culpas...

Quem vai nos entender? Os dias também mentem, prometem sol e de repente vem a chuva; até o frio chega de mansinho, é como sono na noite.

Enquanto estou sentindo saudade lhe aceito, te quero, aceito perdoar, até nos esconder; eu quero um momento sagrado em que nossas almas amem e sejam felizes, por enquanto estou sentindo apenas saudades; não tem pena...

(Escrito por Paulo Zamora em 07 de Janeiro de 2015)

Escrito por Paulo Zamora às 11h34
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Fases

Sei que acontece com a maioria, mas quando enfrento tristezas, por culpa de alguns cansaços sinto-me sem motivação; não podemos cair no erro de querer voltar no tempo, nem querer mudar coisas que não podemos, mas sabemos que tudo tem seu tempo; o nosso emocional comanda nossa coração, e essa emoção forte é causa ainda maior para pensarmos calmamente.

Já me senti em momentos como se não tivesse mais o que pensar; sabe quando os mesmos assuntos não saem da cabeça, geramos uma ansiedade, alteramos nossa pressão arterial, sofremos por antecipação; e nos esquecemos dos privilégios que temos, das virtudes que fazem parte do nosso ser, todos já passamos pela angustia, por fases terríveis, por perdas, por ganhos, por amizades desfeitas, por pensamentos negativos, e o maior segredo desvendado por nós mesmos é saber superar, acreditar numa força interior maior que tudo isso; assim enfrentamos a tristeza...

Amanhã é dia de começarmos tudo de novo; os persistentes em orações descobrem que o melhor remédio é pedir força a Deus para que a vida pouco a pouco se torne diferente, melhor...

Sei que acontece com a maioria, tem dias em que pensamos que o nosso tempo já passou, e já vivemos o que tínhamos que viver, é uma falta absurda de bons acontecimentos, daqueles que nos dão um choque de certeza, que nos acordam em sorrisos, de noticias que nos abalam positivamente; a rotina nos fere e nos maltrata, mas os anos precisam passar, tudo precisa passar, é a lei desse tempo.

Sabe aquele impressão que poucos se importam com o que se passa com a gente? Já tive e tenho. São momentos em que penso na maneira completamente diferente de ser, me importo com as pessoas, dedico meu tempo, na verdade minha vida; alguns nos interrompem e falam o que pensam, assim agem como se fosse melhor nem ouvir, porque o melhor conceito é que todo mundo tem problema. A vida é assim, devemos aceitar, mas conquistarmos nosso espaço depende do quanto amamos e damos atenção a quem necessita.

Um abraço modifica uma situação. Um sorriso acorda-nos de qualquer sono. A compreensão nos preenche com esperanças de um amanhã feliz como em dias anteriores. Mais triste ainda é quando alguém que você admira não demonstra mas você sabe, que já não suporta mais lhe escutar; mas a vida é assim, uns sofrem menos, outros mais; uns aprendem e outros persistem em suas atitudes corrosivas. O que fazer?

Para que serve os desabafos? Quando feitos para a pessoa certa é como se uma nova luz acendesse em nosso coração, e ganhamos novamente o rumo; muitos querem dar opiniões, outros criticam, mas entender de verdade é raridade; infelizmente é assim; muitos pessoas vão saber como são algumas situações quando elas estiverem passando; é assim, com a maioria das pessoas é assim.

Nada de coitadismo.

Agora eu digo uma coisa; todos temos o direito de sentir carências, saudades, chorar ou sorrir...

Sabe? Passar por aqueles dias que nada vale é complicado quando já nos sentimos fracassados; quando nada tem sentido, quando a vida é como simplesmente um dia atrás do outro e nada mais; nós devemos colocar as coisas no lugar, nada é fácil quando estamos assim, a vida é linda, sonhar é voar pelo céu do coração e pulsar me nós a paciência que faltava, a alegria reconquistada; precisamos viver a vida da melhor maneira; e devemos ter em mente que a tristeza, e as coisas que acontecem com a maioria das pessoas, é somente uma fase, comum como tantas outras.

(Escrito por Paulo Zamora em 13 de dezembro de 2014)

Escrito por Paulo Zamora às 11h34
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil

Histórico